REGINALDO CARVALHO E A MÚSICA PARA TEATRO: CATÁLOGO, EDIÇÃO E ANÁLISE DAS TRILHAS COMPOSTAS PARA O TABLADO ENTRE 1957-1966

Autores

  • Vladimir A. P. Silva Universidade Federal de Campina Grande

Palavras-chave:

Reginaldo Carvalho, Música Incidental, Tablado

Resumo

Reginaldo Carvalho (Guarabira-PB, 1932 – João Pessoa-PB, 2013) compôs música vocal, orquestral e incidental para cinema e teatro. Uma das suas fases mais produtivas, no campo da música incidental, foi no Rio de Janeiro, entre o final da década de cinquenta e o início dos anos sessenta, e, posteriormente, quando retornou da França, entre o final da década de sessenta e o início dos anos setenta. Reginaldo Carvalho trabalhou durante muito tempo para o Tablado, sob a direção de Maria Clara Machado. Parte dos originais das composições para teatro do referido compositor foram encontradas recentemente em seu acervo particular, incluindo O Embarque de Noé (1957), A Bruxinha Que Era Boa (1958), O Cavalinho Azul (1960), Andrócles e o Leão (1966) e As Interferências (1966). O objetivo desta pesquisa é catalogar estas obras, editá-las e analisá-las, evidenciando a relação entre música e texto na construção da narrativa cênico-teatral

Downloads

Publicado

2017-09-30